tasteofarlington.info

Baixe filmes, jogos e musicas para o seu computador e telefone celular sem nenhum anuncio

TRONOS 337 BAIXAR


WhatsApp Spy V Free Download Without Survey. wikipedia scadenza whatsapp come fare ha um rio que corre do trono de deus letra uzgoj toilette original. TRONOS BAIXAR - Mais notícias de Vida. Próximo artigo Palmada para educar? Se enlouquecemos, é por amor a Deus; se conservamos o juízo, é por. TRONOS BAIXAR - Subscrever newsletter newsletter Geral Tudo o que precisa de saber todos os dias. Assim respondeu o Senhor: Os dados de envio.

Nome: tronos 337
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
Licença:Apenas para uso pessoal (compre mais tarde!)
Tamanho do arquivo:44.35 Megabytes

SM-G aparece em site de importadora Skip to content Primary Menu Pesquisar por:. Veja também o que a Bíblia diz sobre: Atos dos Trojos 2: No dia seguinte, as autoridades, os líderes religiosos e os mestres da lei reuniram-se em Jerusalém. Você pode conseguir ela comprando Angry Birds: O Filme. Nele, basta clicar onde as setas indicam e seguir as instruções escritas na tela. Muito bom, pode passar o tempo jogando, que nunca se cansa. Vem aí tronoz prequela.

TRONOS BAIXAR - Mais notícias de Vida. Próximo artigo Palmada para educar? Se enlouquecemos, é por amor a Deus; se conservamos o juízo, é por. TRONOS BAIXAR - Subscrever newsletter newsletter Geral Tudo o que precisa de saber todos os dias. Assim respondeu o Senhor: Os dados de envio. TRONOS BAIXAR - X Estamos a melhorar o serviço de alertas para o informar ainda melhor. Quem é capaz de compreendê-lo? Um integrante da equipe. Tronos baixar whatsapp. WhatsApp Spy V Free Download Without Survey. wikipedia scadenza whatsapp come fare ha um rio que corre do trono de deus. O DDTank é um game online gratuito do site jogos, em que o jogador participa de desafios para evoluir na partida. Há desafios individuais.

Fim de semana com temperaturas a chegar aos 26 graus.

337 BAIXAR TRONOS

Escolas cortam tempo de aulas de História e Geografia. Autorizo expressamente o tratamento do meu endereço de correio eletrónico para efeito de envio de newsletters da Cofina Media, S. Desporto Futebol Outras modalidades Mundial Veja também o que a Bíblia diz sobre: Ned Stark e a família têm reencontro marcado para Jogador de futsal morre em campo. Clique aqui para configurar o novo serviço. Aquele que forma os montes, cria o vento e revela tronod seus pensamentos ao trnoos, aquele que transforma a alvorada em trevas, e pisa as montanhas da rtonos Senhor, Deus dos Exércitos, é o seu nome.

Ch consultoria integral empresarial

Para quem gosta de […]. Quer Receber Mensagens Bíblicas? Paris Jackson, uma das herdeiras do rei do pop, foi levada as pressas a um hospital na California, nesta quarta-feira 5, depois de uma tentativa de suicídio. Jesus levantou-se e foi com ele, e também os seus discípulos. Se enlouquecemos, é por amor a Deus; hronos conservamos o juízo, é por a vocês.

Quem é capaz de compreendê-lo? Farid perdeu a mulher na Nova Zelândia e disse à filha: Os segredos dos políticos no Programa da Cristina. Versículos Bíblicos mais bonitos e mais conhecidos. A arte de viajar aos melhores preços. A trnoos é mais importante do que a comida, e o corpo, mais do que as roupas. Mas aquela noite seria fria e o seu corpo pedia o conforto de algum lugar quente. Aproximou-se da casa, que era pequena, mas estava provida de um pequeno celeiro ao lado. Ela ergueu os olhos e se assustou ao ver Deborah no cavalo.

A mocinha hesitou. Parecia assustada. Nossa casa é pequena. Enquanto a menina corria para dentro da casa, Deborah desceu do cavalo a fim de descansar o corpo. Em seguida, meteu novamente o balde no poço e o retirou cheio. Quando a menina voltou estava acompanhada de uma mulher alta e corpulenta. Deborah a seguiu até o celeiro. O lugar era bem mais espaçoso do que aparentava.

Pode colocar o seu cavalo em uma delas. Deborah concordou em silêncio enquanto analisava o lugar. No centro, uma escada estreita levava a outro andar.

A mulher suspirou. Deborah sabia que a mulher estava com medo. Ela tinha o mesmo medo que vira nos olhos de outras pessoas que encontrou pelo caminho. Depois que ela acomodou e alimentou Bruma, Rute entrou com uma bandeja.

Em seguida, pegou a bandeja e sentou-se sobre a palha. Os olhos da menina brilharam. É grande demais para uma só pessoa. Rute pegou o pedaço que Deborah lhe oferecia. Deborah franziu as sobrancelhas. Deborah deu de ombros. Ela percebeu certo alívio nos olhos da menina. Nesse momento, o som de patas de cavalos se aproximando da casa chegou até elas. Rute correu até a porta. Saiu e foi caminhando lentamente para frente da casa.

A mulher alta e magra, que parecia ser a líder, falou com voz arrogante: — Tudo? Um mísero saco de cereal é o que você chama de tudo?

A mulher riu alto. Deborah deu dois passos firmes adiante e seu rosto ficou exposto à luz da lua. Os olhos estavam fixos nos olhos da líder. A mulher parou de rir e hesitou. Deborah ergueu a espada e segurou-a com firmeza na frente do corpo. Deborah lutava com a agilidade de uma leoa. Esta ergueu os braços, espantada. Deborah guardou a espada em silêncio.

A líder, agora mais amistosa, aproximou-se dela. O exército precisa de guerreiras como você. A mulher voltou para o cavalo, resignada. Montou, mas antes de ir embora, dirigiu-se a Deborah mais uma vez.

Se mudar de idéia, me procure. Quando as mulheres se foram, Rute correu para pegar o saco, mas Deborah barrou-lhe o caminho. Miriam aproximou-se dela admirada. Quando se levantou para voltar ao celeiro e dormir, Rute perguntou se podia lhe fazer companhia. Deborah aceitou com um sorriso. De repente, Deborah parou com os olhos fixos na montanha. Havia muitas luzes de tochas acesas como se marcassem um caminho para o alto. Deborah olhou espantada para a menina ao ouvir o nome.

Todos os anos, na mesma época, elas acendem as tochas. A menina deu de ombros. Muitas candidatas surgem, mas a semana sempre passa sem que a Tocha seja acesa. Deborah respirou fundo. Rute a olhou surpresa. Vai tentar acender a Tocha? Antes que Deborah respondesse, Miriam chamou a filha.

Ela saiu correndo, deixando Deborah entre encantada e espantada. Estou envelhecendo e vejo tudo se esvair como um sonho. Hogla olhou preocupada para a amiga. Tenha fé! Elas partilhavam da mesma esperança e sabiam que aquele era o ano decisivo para o cumprimento da Profecia. Esta identificou o pedido de socorro naquele olhar e sorriu. Sabe por que elas diminuem? Porque nenhuma delas é a Herdeira. Noa teve que sorrir. Milca, sentada em um dos bancos, espreguiçou-se sonolenta.

Sinto a necessidade de descansar. Eu quero ficar mais um pouco aqui, pensando. Era Noa. As outras se despediram e se foram para o Retiro da Ordem. Temos quatro dias a mais pela frente. Jovens guerreiras faziam filas a fim de usar o arco e tentar acender a Tocha. O que pretende fazer quando a semana acabar? Noa sorriu e ficou em pé. Espero estar fazendo uma reverência para a Herdeira, e me preparando para uma longa, longa batalha. Vamos, quero partilhar mais um pouco dessa fé que você tem, enquanto caminhamos para o Retiro.

Deborah passou o dia ajudando Miriam e Rute a cuidar do sítio. A noite, ela estava pronta para seguir com Rute até as tochas. No caminho, encontraram algumas pessoas que subiam com a esperança de ver a Profecia se cumprir. Parecia bem pesado. Rute olhou para ela e cruzou os braços. Deborah lhe sustentou o olhar e fez um ar de mistério.

Nenhuma das candidatas cumpriu a Profecia e as cinco mulheres de branco, que deveriam compor a Ordem de Zelofeade, tinham as feições derrotadas pelo desânimo. O mundo vai se acabar? A menina apontou o celeiro, ofegante. Miriam ajoelhou-se e abraçou a filha. Disse que ia precisar sair muito cedo para tratar de um negócio particular, mas que antes de seguir viagem passaria novamente por aqui para se despedir.

BAIXAR TRONOS 337

Deborah acampou em um ponto do monte, um pouco mais alto e isolado. Precisava saber o momento certo de agir. Era preciso manter o corpo limpo.

Assim, chegou o fim daquela semana e, durante um sonho, ela teve a resposta. Ela levantou-se, e caminhou até uma bolsa de pele de carneiro e a abriu. Preparada para aquele momento. Após se lavar no córrego do rio que passava por ali, ela se vestiu e pôs a espada dentro da bainha presa às suas costas. Estava pronta. Poucos continuaram a ir, na esperança de ver o milagre acontecer.

Chaveiro Geek 7: “A Guerra dos Tronos” no Elo7 | Toca da Artesã (9C)

Por insistência de Rute, Miriam a levou até a montanha. Elas se misturaram as poucas pessoas que estavam assistindo. Apenas duas candidatas haviam se apresentado, e a primeira delas acabava de falhar. Noa estava com os olhos fixos em alguém que chegava. Era uma mulher alta e jovem, de cabelos e olhos negros, tinha o corpo bem proporcionado e uma postura nobre. Ela se aproximou de Noa e sorriu. A segunda candidata também havia desistido e, assim como as pessoas ali reunidas, tinha o olhar fixo na estranha que acabara de chegar.

Ela veio! Deborah caminhou até a mesa e analisou o pesado arco. Ela olhou para cima e viu a distância da Tocha que deveria acender. A Tocha foi acesa instantaneamente com o roçar da pequena flecha. A mais velha chorava, sacudindo os ombros devido aos soluços.

Deborah dirigiu-se ao povo ali reunido. A Profecia começou a ser cumprida, e um novo tempo começa a partir de hoje. Temos inimigos poderosos a combater, por isso precisamos ficar unidos. Sem divisões ou dissensões. Somos um povo que clama com a mesma dor, e apenas juntos seremos fortes.

Pensem nisso quando forem dormir em suas camas essa noite. Precisamos aprender a dar glórias ao Pai, criador de todas as coisas, e Aquele que inspirou a Profecia. E é para glorificar o nome do Pai e dar início ao estabelecimento de sua ordem que eu estou aqui. Depois o povo foi se afastando com a chama da esperança renovada em seus corações.

Deborah sentiu dois braços se enlaçarem em sua cintura, e viu Rute. Ela deu um beijo terno na cabeça da menina. Noa respirou aliviada. Deborah ficou séria e olhou em volta para as cinco mulheres.

Ela percebeu os rostos preocupados e sorriu. Se me afasto agora é para termos muito tempo juntas pela frente. Olhem para aquela chama que arde, e creiam que eu vim para ficar. Mas volte logo. Jael encontrou Hulda na estrebaria. Sente-se pronta? Jael hesitou antes de dar a resposta. Entretanto, eu tenho que estar, e só terei certeza disso se eu partir. Era um cavalo de um tom quase dourado. O pelo brilhava e a crina, um pouco mais clara, era abundante.

Como se chama? Jael respirou fundo. Talvez você tenha uma grande prova pela. Otoniel foi um professor paciente. Eu sei quem sou, Hulda. Sei também que Deborah precisa de mim na liderança dos Queneus.

Confie em mim. Hulda a abraçou. Vou confiar. Jael e Héber tornaram-se bons amigos. O primo era inteligente e divertido. Isso fez com que a jornada fosse leve e tranquila. Paravam para dormir ao relento e caçavam o próprio alimento. Ele riu. Estamos perto ou passaremos a noite nesse lugar? Quando a trilha chegou ao fim, Jael surpreendeu-se ao ver um grande e verdejante vale. Chegava a ser inebriante.

Os remanescentes da sua tribo. É seu agora, e você deve anunciar sua chegada. Ela sentiu o peso do shofar. Era leve e sólido. Jael, no entanto, hesitou diante do que ia fazer. Héber sorriu. Ela olhou para ele com incredulidade, mas algo no olhar do rapaz a fez confiar em seu julgamento.

O som saiu alto e claro, enchendo o ar, e envolvendo as montanhas em volta. Duas flechas de fogo se cruzaram no ar acima do local da tribo. Apesar da semelhança, ela sabia que as Cavernas do Sal estavam longe. Era só isso que ela se permitiria ingerir durante o tempo que passasse ali.

A paisagem sempre igual a fazia pensar que estava perdida. Durante a noite, o frio e os animais eram um tormento.

Ela acendia a fogueira e ficava fitando o dançar do fogo. Assim foi durante dois dias seguidos. Nada aconteceu. Exausta, ela caiu de joelhos e soltou um brado de raiva e desespero.

O brado tornou-se um grito de dor ao sentir a mordida de uma cobra, que estava camuflada na areia, e enfiou as presas cheias de veneno em sua panturrilha. Ela tentou tirar o veneno com uma faca, mas o mundo começou a girar em sua volta. Jael foi recebida com gritos de alegria dos mais jovens, e com olhares desconfiados dos mais velhos. Jael olhou em volta, e pousou os olhos no tio. O homem fez uma mesura com a cabeça, e saiu sem nada dizer.

Jael encontrou o olhar divertido de Héber. Jael sorriu de volta para o primo que saiu para cumprir as primeiras ordens. Longe dali, Deborah sofria com o calor externo e com o frio interno que chegou com a febre.

Imagens desconexas, rostos desconhecidos e deformados surgiam em sua mente. Era viscoso e amargo e a fez tossir. Ela foi obediente à voz e tomou o terrível líquido. Ao tentar abrir os olhos, sentiu dor ao ver a luz. O frio aumentou e ela gemeu entre tremores violentos. Quando Deborah voltou a tentar abrir os olhos, era noite. Os tremores haviam passado, e ela aproveitou para observar o ambiente em que estava. Era uma caverna diferente das Cavernas do Sal. Essa possuía desenhos estranhos nas paredes, e um pequeno lago se formara em seu interior.

Ela estava deitada em cima de um cobertor de pele de camelo. Sua perna foi imobilizada e envolvida por faixas no local da mordida da cobra. Ao sentar, a cabeça rodou e doeu como se um martelo a tivesse atingido. O homem riu. Mais um dia de caminhada e chegaria. O problema foi a cobra. Você foi picada por uma víbora! É um milagre estar viva. Ela atentou para o homem, que parecia ser bem mais velho do que aparentava.

Ela voltou a deitar no cobertor sentindo um sono repentino. Era verdade o que ele falara sobre ela precisar se recuperar. Jael saiu da tenda e ficou admirando as estrelas que brilhavam como tochas.

Ela resolveu caminhar pelo acampamento e no caminho ia conversando com as pessoas e escutando suas queixas e necessidades. As moças estavam entusiasmadas para iniciarem os treinamentos de guerra junto com os rapazes. O clima de esperança crescia. Ela se virou e deu de cara com o tio. Ele lhe sorria com simpatia, mas os olhos continuavam obscuros.

Pra falar a verdade, tirou um fardo de minhas costas. As pessoas me tomavam por líder apenas pelo fato de eu ocupar aquela tenda Ela sorriu com cautela. Deborah a mandaria usar a sabedoria sempre. De onde tirou essa idéia? Aí sim, poderemos pensar em lutar contra Sísera. Abiatar baixou os olhos diante do olhar da moça. Boa noite. Jael entrou na tenda, exausta pelo dia tenso e pela longa viagem.

As almofadas eram convidativas, mas seu espírito estava inquieto. Por qual prova ela teria que passar? Era noite quando Deborah se levantou e foi mancando até a porta da gruta. Ele virou a cabeça e olhou para ela com um sorriso. Ela obedeceu. Ela sorriu. A Profecia é um peso pra você? Ela olhou pra ele com curiosidade. Sou um eremita.

Esse lugar é especial. Em que sentido? Ela sentiu-se estremecer. Fiz uma sopa de legumes fresquinhos. Ela parou na porta intrigada. Ele riu enquanto enchia uma tigela de barro com sopa. Héber levou Jael até um monte de onde se podia enxergar a outra parte da tribo que compactuava com Jabim. Era uma parte bem maior do que ela esperava. Eles me apoiariam? Héber olhou para ela surpreso. Ela olhou para o rapaz e sorriu.

Héber pareceu intrigado. Mas é preciso ter cuidado, pois os homens de Sísera rondam por aqui constantemente. Ela ficou calada, olhando o horizonte e pensando. Héber a admirou ali, como estava agora.

337 BAIXAR TRONOS

Ele achou que podia passar o dia inteiro ali, observando a beleza jovem e selvagem de Jael. Ela riu. Existe outro meio mais racional? Ela virou o cavalo e ele a seguiu. Nathan levou Deborah para o recinto mais fundo da gruta. Deborah observava tudo em silêncio, e Nathan admirou-se do autocontrole da moça.

O homem assentiu. Três poços. Três luminares. Ela encarou o homem. Ele apontou para o poço. Ela precisa ver você, Deborah. Ela precisa sentir a sua força e temer. Deborah sentiu que estava a ponto de travar uma batalha. Ela aproximou-se do poço e se ajoelhou. Talvez aquele fosse o estado no princípio de tudo, antes da luz existir. Poderia ser Jabim com novidades do norte. Ela tocou-lhe a superfície, e uma imagem foi se formando diante dela. Uma mulher alta, jovem, vigorosa, de olhar firme e sereno, cabelos negros e lisos.

Atalia recuou. Jamais havia pensado em encontrar sua oponente daquela forma. Eu sou a rainha de Salema! A rainha estava apavorada, mas isso apenas a estimulava em sua raiva. Atalia riu alto, numa gargalhada insana. A sua fé renasceu. É mentira! A imagem da Herdeira foi sumindo. Nathan correu para segurar Deborah, quando ela caiu desfalecida após o contato. Ela esteve na fronteira entre dois mundos, e deveria ser forte para refutar os ataques que seriam feitos ao seu espírito. Naquela noite, Héber entrou no acampamento e se dirigiu para a tenda de Jael.

Abiatar observava a atitude de ambos, e sabia que planejavam algo. Ela indicou uma almofada e ele sentou. Ele parecia preocupado. Ela suspirou. Prometa-me isso! No dia seguinte, Héber e Jael juntaram-se a um grupo de mercadores que estavam de passagem, e entraram na tribo quenita que ficava no sopé da Montanha de Ferro.

Jael parou o cavalo e contemplou a Montanha de longe. Héber emparelhou com ela. Ela assentiu. Sem dizer mais nenhuma palavra ela se voltou para juntar-se novamente a caravana. A tribo sabia praticar o comércio, mas no rosto das pessoas havia desânimo, desesperança e tristeza. Era como se carregassem um enorme fardo nas costas. Héber e Jael desmontaram e ele a levou até uma tenda onde um homem estava ocupado, observando as patas de um cavalo. O que o traz aqui, garoto?

Vim aqui porque precisava lhe apresentar a uma pessoa. Ele apontou para as costas de Naor. O homem se virou e deu de cara com Jael que o encarava encostada a uma estaca da tenda. Naor sentiu as pernas tremerem e sentou em um banco de madeira. A Herdeira se revelou, e o tempo da luta é chegado. Naor balançou a cabeça.

Naor olhou preocupado de um para o outro. Ele respirou fundo. Eu vou lutar pelo meu lugar de forma legal. Naor sorriu e aprovou. O homem saiu correndo e esbarrando nas pessoas, a fim de dar a notícia. Héber estava sério. Ele a olhou boquiaberto. Era noite. De repente, um cavalo chega a galope. Um rapaz saltou, ofegante.

Mal ele acabou de falar e uma trombeta tocou. Era um homem grande e forte, de grande barba e longos cabelos. Como resposta, a trombeta de Héber foi ouvida. O povo parou surpreso e espantado. Os olhos buscavam ver alguma coisa entre sussurros e gritos das crianças. Sem alarde, o povo foi abrindo caminho para Solaris passar carregando Jael. O sorriso dele murchou.

337 BAIXAR TRONOS

Ele puxou a espada. Era uma espada longa e afiada feita com o ferro de Hazorah. Ela concordou e saltou do cavalo, enquanto pegava a espada da bainha em suas costas. Ele avançou para ela que se desviou com um giro acertando—o na. Novamente ele atacou, mas teve seu golpe desviado pela espada dela. Jael se movia com rapidez e agilidade sobrenaturais.

Quando ele viu que estava perdendo, fez sinal para seus homens entrarem na briga. O povo aplaudiu e deu vivas pela vitória dela. Ela imediatamente virou-se com a espada na frente do corpo, e aparou o golpe do tio. Você perdeu! A lâmina da espada penetrou entre suas costelas acima da cintura.

Ela soltou a espada e sentiu a vista escurecer, mas Héber a amparou antes que caísse. Jael acordou em um lugar estranho. Havia silêncio e uma tênue névoa a rodeava. Ela sentia o corpo leve.

Leve demais. Ela se levantou e começou a caminhar seguindo uma estrada que se estendia a sua frente. Pensamentos e questionamentos vinham como tempestade, bombardeando a sua mente. Teria ela morrido? A estrada terminava em uma ponte. Jael virou-se e ficou frente a frente com Deborah. Ela lhe sorriu. Mas nem eu e nem você devemos cruzar essa ponte. O que importa é que estamos bem, e que precisamos voltar. Deborah parou e se virou com um olhar divertido. O estranho é o lugar em que estamos.

Acho que chegamos a fronteira da morte. Por quantos mais teremos que passar? Isso nunca acaba? Precisamos voltar. A estrada dividia-se em duas. Muito em breve nos encontraremos no mundo dos vivos, e poderemos desfrutar de cada momento juntas.

Acho que temos muito que contar uma a outra. De repente, a névoa ao redor delas aumentou a ponto de encobrir uma da outra. Elas entenderam que era hora de ir. Deborah acordou sentindo o corpo descansado. Ela sentia-se incrivelmente bem, e era como se suas forças houvessem sido renovadas durante o sono. Nathan surgiu na porta e parou surpreso. Passou pelo teste! Isso me deixa constrangida. Agora se levante, por favor. Nathan ficou em pé. Eu andei por lugares estranhos em meus.

Nos meus sonhos eu vi Jael. Deborah podia lembrar alguma coisa na medida em que ele falava. Havia uma ponte. Nathan assentiu preocupado. Ele respirou aliviado. Deborah ficou tensa. Ele percebeu que aquilo havia perturbado a moça. Agora, você precisa se recuperar do sono, e voltar para o povo que a espera. Ele sorriu. Ela sorriu agradecida, e deixou-se levar até a fogueira.

Jael abriu os olhos lentamente tentando se lembrar de onde estava. Sua cabeça doía e a vista estava embaçada. Graças ao Pai! Estive aqui o tempo todo. A voz dele parecia comovida. A luta. Ela lembrou. Ela tentou sentar, mas uma dor no seu lado direito a fez gritar.

Eles oram e fazem vigília por você, desde o dia em que foi ferida. Ela mergulhou num sono abençoado. O seu lugar na tribo foi conquistado a duras penas. Mas o seu pensamento estava em Deborah. Ela a vira durante o sono. Nesse momento, Héber e Naor entraram na tenda.

Héber sentou-se ao seu lado. A pancada na cabeça foi fatal. Quando os abriu, olhou direto para o primo. Preciso ter notícias de Deborah. Héber e Naor se entreolharam, assustados. Antes de sair, ele deu um beijo na testa da rainha dos queneus.

A profetisa correu e abraçou a moça, que era como uma filha para ela. Eu sabia que conseguiria. Deborah respondeu ao abraço em silêncio. Hulda percebeu o cansaço em seu rosto. Parece exausta. Precisa de banho, comida e cama! Nesse momento, Deborah olhou para a entrada e viu Salum, Otoniel e Barak irem ao seu encontro.

Os três curvaram as cabeças para ela. A moça respirou fundo ao ver aqueles homens poderosos se curvando diante dela. Hulda a encarou confusa. Você viu alguma coisa? Foi a vez de Deborah olhar para ela angustiada. Hulda olhou para os dois sacerdotes, mas ambos estavam igualmente atônitos.

Foi Barak quem se aproximou de Deborah com um sorriso tranqüilizador. Um de meus homens chegou do norte, e esteve hospedado na tribo dos quenitas. O alívio nos olhos de Deborah falou mais a Barak do que meras palavras. Ele adiantou-se e estendeu o braço para ela. A moça sorriu e o acompanhou para dentro. Otoniel continuava olhando para o horizonte. Ele sorria sozinho com seus pensamentos. A pequena Jael havia crescido em suas responsabilidades. Jael abriu a porta da tenda e se emocionou ao ver o seu povo ali reunido, aguardando por ela.

Houve palmas e gritos de alegria. A moça sentiu os olhos umedecerem, mas respirou fundo, pois precisava se comportar com firmeza. Somos um só povo novamente. Hoje, eu os declaro livres para optar pelo lado que desejarem. Vim para cumprir o meu papel, e tomar o meu lugar. Um lugar que me pertence por direito de herança.

Héber a acompanhava de perto. Ela parou diante de uma das fogueiras e ficou observando as chamas. Héber olhou em volta desconfiado.

A Herdeira estava novamente fora de seu alcance, e isso era algo que a deixava profundamente perturbada. Aguardava com ansiedade algum comunicado de Jabim. A porta foi aberta e Ky ara, sua comandante, entrou como lhe fora ordenado. A rainha estava na cama, encostada em almofadas e com profundas olheiras.

Sinto uma grande ameaça no ar. Atalia ficou em alerta. Entendeu, Ky ara? Se a Tocha foi acesa, ela Destrua esse exército, antes que passe a existir e se torne um problema para nós. Ky ara fez uma nova reverência e saiu para cumprir suas ordens.

Deborah e Barak partiram cedo naquele dia. Nuvens escuras prenunciavam tempestade. Estava gostando do ar frio que a brisa trazia. Ele sorriu sem graça. Ela olhou para ele surpresa. Era algo vergonhoso pra você? Ele balançou a cabeça negativamente, e seu olhar pareceu preso ao passado. Eu gostava de aprender coisas novas com meu pai, de trabalhar com a madeira e com a pedra, tirando delas formas diferentes.

Era um trabalho prazeroso. Acho que é isso que o mantém vivo. Eu era pequeno, mas guardo lembranças dela. Deborah ficou em silêncio com seus pensamentos. Como era a sua vida antes de ser a Herdeira? A inveja é um sentimento mesquinho, mas também é humano. No entanto, eu gostaria de ter tido um tempo com ela.

Meu pai morreu muito antes do meu nascimento, e minha tia quer me matar. Ela assentiu com um sorriso triste. Consegue me entender? Ele apontou uma estalagem na estrada com um pequeno cais voltado para o rio.

Ela riu e o encarou com os olhos brilhando. Ele se surpreendeu. Ele esporeou Alvorada, seu corcel branco levantando poeira. Pela primeira vez, em muitos dias, sentia-se livre para viver um pouco. Ela saiu e viu o olhar atônito de um garotinho. Ele parecia assustado. O que aconteceu? Acho que vai explodir! O menino respirou fundo e apontou para o monte que tinha vista para Hazorah. A senhora viria comigo? A tribo estava recolhida em seus afazeres e muitos preferiram tirar o dia para descansar depois da festa.

Os olhos fixos na estranha nuvem alaranjada que se formara sobre Hazorah. Ela podia ouvir o ribombar de algo parecido com trovões. A nuvem parecia ter origem em uma montanha.

A Montanha de Ferro. O que pode ser isso? Ela virou-se e viu-se de frente com o seu tio. Abiatar tinha um ar orgulhoso e confiante. Ela virou-se para as crianças assustadas. O menino obedeceu sem tirar os olhos dos dela. Eles pareciam se entender. Onde o senhor esteve durante esse tempo? Lutando pelo que acredito ser o melhor caminho para o povo. Jael tinha vontade de explodir toda a raiva que estava sentindo, mas se conteve. Ele agarrou o braço dela e o apertou. Uma corrente negra e fina foi passada por sobre a sua cabeça e presa ao pescoço.

Outra corrente prendeu seus braços às costas. Ele foi feito com essa finalidade. Dessa forma, presa e enfraquecida, Jael foi arrastada pelo lado oposto do monte até um grupo de cavalos que aguardavam impacientes ao lado de uma carroça. Ele iria voltar e tentar ajudar Jael. O menino adiantou-se à própria idéia e correu para a carroça.

Jael foi jogada na carroça. Os homens montaram nos cavalos e a carroça começou a andar. Ela havia dado um passo errado e toda a Profecia corria perigo naquele momento. Quando começava a se desesperar, viu a cabeça de Zacarias surgir debaixo do pedaço de lona que forrava a carroça. O menino rapidamente retirou as correntes que prendiam os braços dela, e depois a que lhe rodeava o pescoço. Foi como se uma onda de energia lhe tomasse os sentidos e ela despertasse de um sono, renovada.

Sentia que estava viva e ativa novamente. Ela fez um sinal para que Zacarias ficasse em silêncio. Sorrindo, pegou dois deles. Cada um media meio metro. Respirando fundo, ela se ergueu e bateu na cabeça do carroceiro. O homem caiu para frente e a carroça parou. Aturdidos com o barulho, os dois homens se voltaram de seus cavalos para ver o que acontecia. Antes que o que estava mais próximo pensasse em agir, Jael jogou um dos pedaços de madeira que o acertou no nariz e o fez cair do cavalo, desacordado.

Lista dos hinos

O terceiro homem saltou do animal com ar enfurecido. Jael pulou da carroça e o encarou numa luta frente a frente. Ele com a espada e ela com o pedaço de pau. Ela se jogou para o lado, se desviando dos golpes que, agora, ela sabia que poderiam ser mortais, devido ao material da espada. Ele jogou a espada do outro homem que jazia desacordado. Ela a pegou no ar e partiu para o ataque.

Faça o download também: BAIXAR GENIVAL LACERDA CALDO DE MOCOTO

Ela pôs a ponta da espada na garganta dele. Ela montou em um dos cavalos. O menino colocou as correntes num saco de pano e pulou na garupa de Jael. Ela sorriu e voltou a galope para a tribo. Héber entrou na tenda. Ele estava furioso. Abiatar levantou-se. E todos nós concordamos que a Profecia é parte de um passado esquecido, e que Hazorah nos oferece o futuro.

Alguns concordavam com cada palavra de Abiatar, mas outros permaneciam com os olhos baixos e envergonhados. O homem riu com ironia. Em resposta, o povo começou a gritar do lado de fora. Eram gritos alegres. Héber correu para a porta da tenda. Para seu alívio, viu Jael chegando com Zacarias na garupa. As pessoas, que ao verem Abiatar na tenda principal, pensaram que a rainha os houvesse abandonado, exultaram ao vê-la de volta.

Jael saltou do cavalo e parou diante de Héber.